sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

* Em Uma Parte do Nosso Folclore Estão os PROVÉRBIOS AFRICANOS: Tradição Oral na Educação das Crianças, Contudo, há ditos parecidos no mundo todo*


*Os PROVÉRBIOS são geralmente frases que representam imagens ou situações cuja moral tem o objetivo de advertir, ensinar e os africanos utilizam-no inclusive para esclarecer pontos obscuros em uma determinada situação. Devido o importante significado da tradição oral os provérbios africanos são indispensáveis na educação de crianças e jovens na África com um todo.

*Para o estudioso Arthur Ramos(1934), os PROVÉRBIOS africanos são literaturas anônimas e compõem um todo diversificado entre Adivinhas, Ditos, Jisabu(adágios ou provérbios), Misoso(contos ou apólogos), Jinongonongo(enigmas ou adivinhações), Mabunda(cantigas usadas nos batuques), Jiselengenias(satíricos e ou eróticos) etc.


*Entretanto, este mesmo autor observa que foram encontrados em diversos povos do mundo em todos os continentes formas semelhantes de expressão do pensamento, o que mostra que o sentir dos povos e a sabedoria das nações em assuntos da vida prática equivalem-se por toda parte sem consideração a climas ou etnias. Mais uma vez podemos entender que somos uma única raça: A raça HUMANA!
*
*Vejamos agora alguns provérbios africanos que entre os povos Bantus(muitos deles compuseram a população do Rio de Janeiro) é muito difundido em sua tradição oral, mas, também observe os correspondentes destes provérbios no Brasil e outros em Portugal:
*
*MUNTU CAIKIPE CHIÁ UCUEZA CUNHIMA*
(Ninguém conhece o futuro - Angola)
*
*MÁZUI MACÚIA NI RUQUINDO*
(As palavras vão com o vento - Angola)
(As palavras o vento leva - Brasil)
*
*UCUSALA UAQUENE DIJINA DICI, CÚIA MUTURO*
(Faz grande o teu nome, vai dormir - Angola)
(Criou fama, agora deita na cama - Brasil)
*
*MUZUERI RONENE KALUNGUÊ*
(O falador grande não tem razão - Angola)
(Cão que muito ladra não morde - Brasil e Portugal)
*
*UKEMBU UÁ PÉTU, MOXI ISUTA*
(Beleza de almofada, dentro trapos - Angola)
(Por fora cordas de viola, por dentro pão bolorento - Portugal)
(Por fora bela viola, por dentro pão bolorento ou
Por fora muita farofa, por dentro mulambo só - Brasil)
*
*UKAMBA UA NDINGUE UTUNDA MU XANGA*
(Amizade de criança nasce no apanhar da lenha - Angola)
(De pequenino se torce o pepino - Portugal e Brasil)
(É de pequeno que se aprende - Brasil)
*
*FUMA RIAFUÁNÊNA O MBEMBA, MBEMBA KASABIÊ KULENDE*
(A fama deu fama ao mbemba, o mbemba nem comeu um cacho -
O mbemba angolano é uma ave que, neste provérbio, substitui o piriquito do anexim brasileiro - Angola)
(Papagaio come milho, Periquito leva a fama - Brasil e Portugal)
*



*Fontes:
*LOPES, Nei. ENCICLOPÉDIA DA DIÁSPORA AFRICANA. São Paulo: Selo Negro, 2004.
*RAMOS, Arthur. O FOLCLORE NEGRO DO BRASIL(1935).3ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

7 comentários:

AFRICA EM POESIA disse...

Ando Feliz

Primeiro as negociações do governo com os professores melhorou.
Depois é fim de semana
Depois...Depois o meu livro do SPORTING está quase a sair.

Para ti...um beijo GRANDE...
Adorei osproverbios.. no meu livro de proverbios que lancei o ano passado fiz uma recolha de mais de 3.000 e tenho muitos Africanos e em Umbundo
beijos

Guará Matos disse...

Os provérbios estão incorporados e ninguém vive sem dizer pelo menos uns três por dia.
Vou dar uma ajudazinha:
- Vento que venta lá, venta cá:
- Pau que dá em chico, dá em Francico;
- Quem refresca bunda de pato é lagou (claro que o local a ser refrescado é outro).

Hahahahaha!
Beijos.

Meias de Seda (Suzy) disse...

Oi, Denise!
Muito interessante o artigo. Os provérbios constituem uma parte importante da cultura de um povo e traduzem a sabedoria popular, fruto da experiência vivida. Minha mãe costumava usar muitas dessas sábias frases na nossa educação. E, por conseguinte, eu também acabo fazendo uso deles com meu filho. São os provérbios passando de geração a geração...rs

Seu novo blog tá show...parabéns!

Bjos ;)

Denise Guerra disse...

Querida Lili. que bom que 2010 já está se revelando um ótimo ano para você, que assim seja o ano todo! Obrigada pela visita! Adorei saber do seu livro de provérbios e gostaria de te-lo como faço?Bjs!

Denise Guerra disse...

Oi Guará, tô sabendo dos seus provérbios! fui criada por uma madrasta negra que veio do nordeste, imagina como aprendi estes e tantos outros provérbios, ela dizia vários todos os dias. Sua presença sempre alegra os meus dias! Obrigada!

Denise Guerra disse...

Suzy querida, que bom que tivemos infância, eu brinquei de tudo que vc citou e mais um pouco, e ainda brinco com meus alunos. É engraçado que no meu tempo não lembro dos adultos nos ensinando a brincar, nós aprendíamos com os colegas mais velhos. Hoje é diferente, meus alunos tem poucas experiências das brincadeiras do folclore, eu e a professora de sala que ensinamos. Ainda brinco com meu afilhado. Adorei sua visita! Bjs!

AFRICA EM POESIA disse...

DENISE
já guardei os seus blogs mas coloquei-os na etiqueta Africa pois t~em muito decAfrica...penso eu...

Deixe no meu email ou no blog a suadirecção para eu mandar o livro.
Acapa é pintura minha...

sei que vai gostar...


Vou lançar este m~es um livro de poesia sobre o Sporting( o meu time) estou muito contente pois era um sonho e tive uma editora que acreditou no projecto..
depois quando sair...mostro...
um beijo grande.

Related Posts with Thumbnails