sábado, 20 de março de 2010

*ZAPOQUÊ de São Paulo, JOQUEMPÔ da influência Japonesa ou simplesmente PEDRA, PAPEL ou TESOURA no mundo todo*



Pedra, papel e tesoura (também chamado popularmente joquempô no Brasil, do japonês じゃんけんぽん, janken-pon) é um jogo recreativo simples para duas ou mais pessoas, também usado em outros países como um método de decisões rápidas. Não exige equipamento ou habilidade especial, sendo muito usado como método para se escolher uma pessoa em um grupo (como na escolha de equipes para a prática desportiva, por exemplo). A probabilidade de cada jogador ganhar é a mesma, embora alguns profissionais treinados sejam capazes de detectar o comportamento do adversário.

No jogo de Pedra, Papel, Tesoura, os jogadores devem simultaneamente esticar a mão, na qual cada um formou um símbolo (que significa pedra, papel ou tesoura). Então, os jogadores comparam os símbolos para decidir quem ganhou, da seguinte forma:


Pedra ganha da tesoura (amassando-a ou quebrando-a).
Tesoura ganha do papel (cortando-o).
Papel ganha da pedra (embrulhando-a).
A pedra é simbolizada por um punho fechado; a tesoura, por dois dedos esticados; e o papel, pela mão aberta. Caso dois jogadores façam o mesmo gesto, ocorre um empate, e geralmente se joga de novo até desempatar.

O jogo é conhecido em vários lugares do mundo, e é acompanhado de "gritos" ou rimas diferentes: Nos países lusófonos, os jogadores geralmente dizem "Pedra, Papel, Tesoura" antes de jogar, e no Brasil também é comum se dizer, alternativamente, "Jan-Ken-Po" devido à influência de imigrantes japoneses.


Em alguns países, substituem-se a pedra, a tesoura e o papel por outros símbolos. Por exemplo, na Índia usam-se "homem", "arma" e "tigre", sendo que o homem usa a arma, a arma mata o tigre, e o tigre mata o homem. Também é comum a criação de vários outros símbolos, de acordo com a cultura popular, as situações em que o jogo é disputado e muitas outras variáveis. O que vale é a imaginação livre dos jogadores.
Outra característica que difere os jogadores de pedra, papel, tesoura ao redor do mundo é que alguns povos jogam assim que a última palavra do "grito" é dita, e outros dizem as palavras e então jogam. Essa diferença de tempo pode levar a vitória por parte de um oponente que faça sua jogada depois, caso ambos não estejam de comum acordo.


Há ainda outras variações que incluem mais de três sinais básicos. Estas diferem-se, por um único sinal ganhar e perder de mais de um outro sinal. Por exemplo, pode-se incluir fogo, que ganha do papel como a tesoura; água, que ganha da pedra (originou-se do provérbio "Água mole, pedra dura tanto bate até que fura"); e outros ainda como linha e agulha. Em geral, costuma-se organizar bem antes de utilizar mais de três sinais, para que o jogo continue equilibrado. Por exemplo, estaria errado em jogar com pedra, papel, tesoura, fogo e água, pois, nesse caso, a água venceria de todos: apagaria o fogo, furaria a pedra, enferrujaria a tesoura, e molharia ou desmancharia o papel.


O americano Sam Kass criou uma variação que foi popularizada no seriado The Big Bang Theory chamada Pedra, papel, tesoura, Spock, lagarto. Na variante acrescenta-se: pedra esmaga lagarto, lagarto envenena Spock, Spock quebra tesoura, tesoura decapta lagarto, lagarto come papel, papel contesta Spock, Spock vaporiza a rocha.

Torneios de Pedra, Papel, Tesoura são disputados em alguns países. Há uma associação mundial de jogadores, a "World Rock Paper Scissors Society" (WRPS), que instituiu um campeonato mundial em 2002. O campeonato é conhecido por seus grandes prêmios em dinheiro e pelos excêntricos competidores, e é televisionado nos Estados Unidos pela FOX Sports Net. O campeonato é disputado anualmente em Toronto, no Canadá. Em junho de 2008, Sean Dears recebeu um prêmio de 50 mil dólares ao sagrar-se campeão americano nesse jogo.

Quando eu trabalhava como Musicoterapeuta um estagiário de São Paulo me trouxe tal brincadeira com o nome de Zapoquê. Eu não a conhecia e também não achei na web a dita brincadeira como o nome Zapoquê. O estagiário me disse que era po causa da influência japonesa em Sampa, o que sabemos ser verdade pois, o jogo dos japoneses tem um nome parecido Janken-pô. Mas, se pensarmos que é mais fácil falar ZAPOQUÊ ao invés de PEDRA, PAPEL OU TESOURA, para começarmos uma escolha, acho que o pessoal de São Paulo facilitou o jogo. APROVEITE E BRINQUE COM SEUS ALUNOS, FILHOS, SOBRINHOS ETC!

*Fonte: Cultura Popular e o site abaixo

http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedra,_papel_e_tesoura

6 comentários:

lucidreira disse...

Isso eu já havia visto... muito bom mesmo beleza de matéria. Dou-lhe a mão a palmatoria como se diz, parabenizo sempre pelos seus informes.

T@CITO/XANADU disse...

Brinca enquanto ainda
Tens tempo para brincar.
A infância não é infinda
Há de chegar ainda
O tempo de chorar.

O outono acabou de chegar
Com as folhas murchas e pardas.
o verão ficou mais além,
a primavera passou também
O inverno no peito guardas!


Renconstruindo minha casa de papelão...

Beijos!
Tácito

Denise Guerra disse...

Oi Lu, obrigada pela presença! Brincar é bom em qualquer idade! é isso que me dá vida durante o meu trabalho! Bjs!

Denise Guerra disse...

Amigo Tácito, que lindo seus poemas! obrigada pelo encantamento poético! bjs!

Guará Matos disse...

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo....
bjs.

Denise Guerra disse...

Guará, obrigada por ser meu seguidor, visitante, companheiro, cumplice brincante mais assíduo!!! Bjs!!!

Related Posts with Thumbnails