sábado, 18 de setembro de 2010

*AH! OS RELÓGIOS - Mário Quintana*



AH! OS RELÓGIOS
Amigos, não consultem os relógios
quando um dia eu me for de vossas vidas
em seus fúteis problemas tão perdidas
que até parecem mais uns necrológios...

Porque o tempo é uma invenção da morte:
não o conhece a vida - a verdadeira -
em que basta um momento de poesia
para nos dar a eternidade inteira.

Inteira, sim, porque essa vida eterna
somente por si mesma é dividida:
não cabe, a cada qual, uma porção.

E os Anjos entreolham-se espantados
quando alguém - ao voltar a si da vida -
acaso lhes indaga que horas são...
*
(Mario Quintana - A Cor do Invisível)
*

6 comentários:

Guará Matos disse...

A poesia nos faz ter várias vidas, vários mundos.

Bjs.

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Denise
Adorei: "O tempo é invenção da morte". Mário Quintana, sabia das coisas.
Tenha uma linda semana
Bjux

Denise Guerra disse...

Meninos Guará e wanderley, quem inventou esse negócio de tempo não tinha nada melhor pra contar, ao invés de contar uma história resolveu contar interminávelmente nossos momentos. Fazer o que? quem conta um minuto aumenta um pouco em tudo! Bjs!

Meias de Seda (Suzy) disse...

Lindo, lindo, lindo!
Quintana é meu ídolo!
Bjos ;)

Dom Quixote (Thomaz) disse...

Sempre bom ler Quintana. Bom que nem relógio eu uso!

soninha disse...

Seu cantinho é show! parabéns...bjs

Related Posts with Thumbnails